22 março 2011

Poema da Psicossomática

Inimigos ocultos
Um verdadeiro poema às doenças
Maurício Santini

Sofre de reumatismo:
Quem percorre os caminhos tortuosos,
Quem se destina aos escombros da tristeza,
Quem vive tropeçando no egoísmo.

Sofre de artrite:
Quem jamais abre mão,
Quem sempre aponta os defeitos dos outros,
Quem nunca oferece uma rosa.

Sofre de bursite:
Quem não oferece seu ombro amigo,
Quem retesa, permanentemente, os músculos,
Quem cuida, excessivamente, das questões alheias.

Sofre da coluna:
Quem nunca se curva diante da vida,
Quem carrega o mundo nas costas,
Quem não anda na retidão.

Sofre dos rins:
Quem tem medo de enfrentar os problemas,
Quem não filtra seus ideais,
Quem não separa o joio do trigo.

Sofre de gastrite:
Quem vive de paixões avassaladoras,
Quem costuma agir na emoção,
Quem reage somente com impulsos,
Quem sempre chora o leite derramado.

Sofre de prisão de ventre:
Quem aprisiona seus sentidos,
Quem detém suas mágoas,
Quem endurece em demasia.

Sofre dos pulmões:
Quem se intoxica de raiva e ódio,
Quem sufoca, permanentemente, os outros,
Quem não respira aliviado pelo dever cumprido,
Quem não muda de ares,
Quem não expele os maus fluidos.

Sofre do coração:
Quem guarda ressentimentos,
Quem vive do passado,
Quem não segue as batidas do tempo,
Quem não se ama e, portanto,
não tem coração para amar ninguém.

Sofre da garganta:
Quem fala mal dos outros,
Quem vocifera,
Quem não solta o verbo,
Quem repudia,
Quem omite,
Quem usa sua espada afiada para ferir outrem,
Quem subjuga,
Quem reclama o tempo todo,
Quem não fala com Deus.

Sofre do ouvido:
Quem prejulga os atos dos outros,
Quem não se escuta,
Quem costuma escutar a conversa dos outros,
Quem ensurdece ao chamado divino.

Sofre dos olhos:
Quem não se enxerga,
Quem distorce os fatos,
Quem não amplia sua visão,
Quem vê tudo em duplo sentido,
Quem não quer ver.

Sofre de distúrbios da mente:
Quem mente para si mesmo,
Quem não tem o mínimo de lucidez,
Quem preza a inconsciência,
Quem menospreza a intuição,
Quem não vigia seus pensamentos,
Quem embota seu canal com a Criação,
Quem não se volta para o Universo,
Quem vive no mundo da lua,
Quem não pensa na vida,
Quem vive sonhando,
Quem se ilude,
Quem alimenta a ilusão dos outros,
Quem mascara a realidade,
Quem não areja a cabeça,
Quem tem cabeça de vento

18 março 2011

Earthlings

Depois de um longo tempo sem postar (peço desculpas a quem sentiu falta), estava sem motivação para voltar a escrever e passar informações adiante, apesar de gostar muito disso tudo.
Entretanto, algo me motivou. Um amigo postou um documentário no Facebook e eu resolvi assistir. Depois de ficar muito chocada, achei que todos mereciam saber o que está acontecendo. Eu realmente estou sem inspiração, nem forças para discursar sobre esse documentário.
O vídeo se chama "Earthlings", alguns já ouviram falar e muitos dos que assistiram mudaram radicalmente seus hábitos alimentares.
O vídeo retrata sobre como os animais que vêm parar nos nossos pratos são tratados antes de estarem ali. É chocante...
Mas se você é um daqueles que não se importa com a condição do animal ou com o que fazem, acho interessante você saber o que está colocando pra dentro do seu corpo.

Na hora do abate é liberada uma quantidade enorme de hormônios de medo, adrenalina, cortisol, entre outros. É isso que vc está comendo (entre outras substâncias tóxicas). É por isso que conforme o tempo vai passando e você vai se intoxicando, a ansiedade aumenta e você não sabe porquê. O medo vem não sei de onde. "Do nada" você começa a transpirar, tremer , dá taquicardia e você vai tomar um remédio para passar tudo aquilo. Agora pensa no bifinho que você comeu no almoço, no animal que estava no seu prato, será que não era isso que ele estava sentindo segundos antes de morrer e agora está ali no seu prato?!

Acho que vale a pena assistir pois se queremos um mundo mais justo e humano, não basta apenas colocar a culpa nos outros. Comece por você! Comece pela sua alimentação...



Um bom final de semana para todos, com muito mais amor!
Abraço!

03 janeiro 2011

Veneno de peixe vira droga contra asma

O texto abaixo foi retirado da Revista "Viva Saúde" e representa uma boa alternativa para aqueles que já sofreram com os efeitos de corticóides:


"O Instituto Butantan, de São Paulo, desenvolveu um medicamento a partir do veneno do peixe niquim para o combate da asma. A nova droga é tão eficiente quanto os fármacos que utilizam corticoides, porém não causa efeitos colaterais que possam inibir o funcionamento do sistema imunológico e provocar osteoporose e problemas nos rins e no fígado. 'A droga que desenvolvemos impede a produção exacerbada das células de defesa que atuam nos pulmões e não gera outros problemas, como disfunções hepáticas, renais e o inchaço gerado pela retenção de líquido', explica Mônica Lopes Ferreira, uma das responsáveis pela pesquisa. A fórmula já foi patenteada pela instituição e agora aguarda os testes clínicos antes de chegar aos pacientes."

12 novembro 2010

Saúde e unhas bonitas - tudo a ver!

Hoje em dia, com todos os avanços tecnológicos na área da Saúde, estamos acostumados a fazer vários exames quando percebemos que algo não está indo muito bem. Povos antigos não dispunham de toda essa tecnologia. Eles tinham métodos muito mais simples e igualmente eficazes, tanto comprovados que foram adotados por vários dermatologistas. Estou falando da observação das unhas. Elas podem estar querendo te dizer algo.

Saúde das Unhas

Sua unha pode estar dando indícios de alguma disfunção no seu organismo. Por exemplo:

Unhas secas e quebradiças

Pode ser hipotireoidismo e/ou menopausa. Problemas hormonais em geral. Anemia. Falta de cálcio, zinco e vitaminas A, B e E, nutrientes que constituem a unha.


Unhas amareladas

Pode ser tabagismo e diabetes. Indicam também uso crônico de antibióticos, excesso de ingestão de betacarotenos (cenoura, beterraba, mamão...), diabetes, micoses e males do fígado.


Unhas azuladas

Pode ser indício de doenças pulmonares. Indicam também presença de fungos, tumores, lupus eritematoso e uso de medicamentos coagulantes.



Unhas avermelhadas

Podem ser doenças cardiovasculares.


Unhas esbranquiçadas

Podem ser doenças renais ou hepáticas. Também pode indicar presença de fungos.



Unhas com manchas brancas

Pode ser deficiência alimentar (anemia, carência de zinco). Também pode ser dermatite de contato (alergia a detergentes, sabões, esmaltes etc), além de psoríase, micose, intoxicação por metais pesados e insuficiência renal.


Unhas com manchas escuras

Pode ser câncer de pele. Também micose, disfunções hormonais e tumores na matriz ungueal.


Unhas amareladas, espessas e sem crescimento

Distúrbios pulmonares.



Unhas com ondulações, que, no caso das mulheres, ficam aparentes mesmo com duas camadas de esmalte

Geralmente indicam traumas (a espátula de empurrar cutícula é usada com força). E ainda: doença cardíaca ou pulmonar.


Cuidados com as unhas:

  • Evite cortar as unhas até o sabugo e não retire totalmente a cutícula, pois elas oferecem proteção, evitando a entrada de microrganismos invasores;
  • Não use acetona em excesso, para não ressecá-las. Prefira removedor de esmalte;
  • Não deixe as unhas molhadas por muito tempo para não favorecer o surgimento de micoses;
  • Evite andar descalço em pisos úmidos, como saunas e vestiários para evitar micoses;
  • Procure usar luvas quando lavar louça, mexer com água sanitária ou for manusear a terra;
  • Verifique se o alicate da manicure é esterilizado e as lixas, descartáveis.

Esterilização

São raros os salões que dispõem de autoclaves para esterilizar o material utilizado. A maioria faz uso de forninhos por, no máximo, 30 minutos. Esse tipo de esterilização não mata os microrganismos! É só para inglês ver. No caso de esterilização por calor seco (o forninho) a temperatura de esterilização deve ser de 170ºC por cerca de 2 horas. Qual salão realmente faz isso? Portanto, não hesite! Leve sempre um kit com seus instrumentos. Até lixa utilizada por outras pessoas ajuda na proliferação de micoses. Das doenças transmissíveis em manicures, a mais grave é certamente a hepatite B.

Para deixar as unhas fortes e bonitas!

Na maioria das vezes, unhas fracas e quebradiças são causadas pela falta das vitaminas A, C e E e de minerais, como zinco, ferro e cálcio, no organismo. Segundo estudos recentes, uma substância que torna as unhas mais fortes e resistentes é a biotina, também conhecida como B8, encontrada na soja, na aveia, no feijão, no tomate e na gema do ovo.

10 novembro 2010

Ácido + sol = manchas!

Verão está chegando e com ele um sol torrencial! Momento ótimo para dar aquela bronzeada sem esquecer, é claro, do protetor solar para não causar um envelhecimento precoce na sua pele.

Além deste cuidado, é muito importante perceber quais cosméticos você usa antes de entrar debaixo do sol. Muitos esfoliantes e alguns cremes trazem algum ácido em sua formulação. Fique atenta para não aplicá-los na pele e sair ao sol, pois esse produto remove a camada superficial de sua pele e ela fica mais delicada e sensível aos efeitos dos raios ultravioletas . O resultado dessa combinação são as pigmentações excessivas, ou mais conhecidas, manchas! Reserve o uso desses produtos para noite, de preferência, antes de dormir.

Alguns exemplos: ácido salicílico, ác. lático, ácido retinóico.

08 novembro 2010

Antidepressivos - Evolução


Esse post vai ficar um pouquinho grande, mas se você faz uso de antidepressivo ou pensa em fazer, sugiro que o leia. Afinal estamos falando da classe de medicamentos que mais teve aumento de vendas nos últimos 5 anos (algo em torno de 48%). Os antidepressivos são a quarta classe de medicamentos mais vendidos, ficando atrás apenas de antiinflamatórios, analgésicos e contraceptivos, portanto uma das classes mais lucrativas da indústria farmacêutica.

Antigamente, os antidepressivos se resumiam a duas subclasses mais usadas, os inibidores da Monoamina Oxidase (IMAO) e os antidepressivos tricíclicos (ADT).

Resumindo:

Os IMAO são inibidores irreversíveis de uma enzima que degrada monoaminas, como os neurotransmissores serotonina, noradrenalina e dopamina, ou seja, inibia os três ao mesmo tempo. Inibindo essa enzima, mais quantidades do neurotransmissor ficava disponível nas fendas sinápticas por mais tempo. Resultado: a sensação de prazer era aumentada. Por agir nos três receptores simultaneamente, os efeitos colaterais eram extremamente severos. Além disso, quando se fazia uso desse medicamento, era necessário que o paciente restringisse consumo de alguns tipos de alimentos, não podia ser usado por cardiopatas e era bastante hepatotóxico. São exemplos de IMAO: Marsilid, Marplan, Nardil, Eutonyl, Deprenyl e Aurorix.
Os ADT inibem preferencialmente ou receptores de serotonina ou receptores de noradrenalina. Mas ainda assim um pode agir no outro receptor. Exemplos de ADT: Imipramina, Anafranil, Tryptanol e Vivactil.

Atualmente:
Já há algum tempo, os antidepressivos mais usados são inibidores seletivos da recaptação, que pode ser apenas de serotonina, apenas noradrenalina ou ambos. Por que isso é importante? Porque tratará mais especificamente o tipo de depressão do paciente, cpm menores efeitos colaterais.
Exemplos de inibidores seletivos da recaptação de serotonina: Prozac, Aropax, Serenata.
Exemplos de inibidores seletivos da recaptação de noradrenalina: Ludiomil, Prolift.
Exemplo de inibidor da recaptação de ambos: Efexor.

Uma depressão onde há falta de serotonina costuma ter os seguintes sintomas:
  • ansiedade;
  • pânico;
  • fobia;
  • obsessão;
  • compulsão
  • depressão do humor.
Na falta de noradrenalina, os sintomas são:
  • diminuição da concentração;
  • perda da memória;
  • fadiga;
  • depressão do humor;
  • diminuição da atenção.
Você pode olhar esses itens e pensar: "Ai meu Deus, eu tenho todos os sintomas, vou na farmácia agora mesmo". Não é bem assim. É normal você se sentir ansioso(a), devorar uma caixa de chocolate de uma vez só ou estar com uma perda de memória ultimamente, mas isso não quer dizer que você precise fazer uso de antidepressivo. Este normalmente é indicado quando a pessoa apresenta vários desses sintomas simultaneamente (geralmente três ou mais) por um tempo prolongado e não há nenhum indício de reação por parte do paciente. Mas se ainda assim você já está se preparando para ir à Farmácia, lembre-se de consultar um profissional especializado.

Em muitos casos, o uso desse tipo de medicamento não seria necessário. Por exemplo, você sabia que praticar atividade aeróbica (corrida, caminhada, ciclismo) por meia hora, libera quase a mesma quantidade de serotonina que é fornecida por um Prozac? Além disso, aumenta quantidades de noradrenalina e endorfinas no nosso cérebro.

Não se esqueça: Boas risadas substituem qualquer antidepressivo. Por isso, curta mais a vida!



05 novembro 2010

Toxinas ambientais e sua influência na obesidade

Você já fez várias dietas e não teve resultado. Começou a caminhar todo dia e até já se matriculou em uma academia, mas não tem jeito. Parece que aqueles quilinhos a mais e aquele pneuzinho na barriga te amam, não querem ficar longe de você... Pena você não ter o mesmo amor por eles. Talvez você não esteja dando atenção para um ponto que pode ser crucial no processo de emagrecimento. Descubra aqui...

Estudos recentes demonstram que as toxinas ambientais, essas que estão presentes no ar que respiramos, no alimento que comemos e até no medicamento que tomamos, podem estar entre as maiores causas de obesidade no contexto atual, além dos fatores já bem conhecidos, como estresse e má alimentação. O trecho seguinte foi retirado do site Banco de Saúde, escrito por Renato França, nutricionista:

"Hoje em dia, tem-se que a exposição excessiva a toxinas ambientais e uma baixa capacidade de destoxificação são os principais fatores para a resistência na perda de peso. Isso serve para aquelas pessoas que dizem ter uma alimentação saudável, tanto quali quanto quantitativamente, mas não conseguem emagrecer, ou quando emagrecem, recuperam o peso perdido muito rapidamente, gerando o famoso efeito sanfona."

Esse fator ocorre porque, com exceção dos metais pesados, a maioria dos compostos ambientais tóxicos são lipossolúveis, ou seja, têm afinidade por gordura. Desse modo, ao chegar no organismo, eles serão armazenados no tecido adiposo. Lá, as toxinas serão reconhecidas como corpos estranhos e assim o sistema imunológico irá tentar combatê-las e eliminá-las, causando uma inflamação no local. Como todos sabem uma das consequências da inflamação é o edema, ou inchaço, que dificulta o processo de emagrecimento.

Não adianta se desesperar! Estamos em contato com toxinas o tempo todo... Nos alimentos, na forma de agrotóxicos, corantes e pesticidas, nos solventes, nos resíduos de embalagens plásticas em alimentos industrializados, metabólitos de medicamentos ou até em peixes contaminados com chumbo e mercúrio, resíduos despejados nos oceanos diariamente.










Não tem como fugir! Mas algumas atitudes podem ser tomadas a fim de minimizar esse problema.

Uma delas é melhorar o processo de destoxificação do organismo. O que é isso? A capacidade do seu organismo de eliminar substâncias nocivas do corpo. Os dois principais órgãos envolvidos nesse processo são os intestinos e o fígado. Cuidar bem deles é a maneira mais eficaz de minimizar os efeitos dos compostos tóxicos no seu corpo. A seguir algumas medidas simples que você pode tomar no dia-a-dia:
  • preferir o consumo de alimentos orgânicos: esses não são contaminados com compostos tóxicos e diminuem o trabalho do seu organismo;
  • melhorar o trânsito intestinal: tomar bastante água e aumentar o consumo de fibras são medidas importantes a serem tomadas;
  • consumir ban-chá após as refeições: além de excelente antioxidante, melhora a digestão e equilibra o intestino;
  • comer diariamente algum desses alimentos: brócolis, couve, couve-flor, rabanete, agrião, nabo, repolho, rúcula e couve-de-bruxelas (indicação da nutricionista - Drª Gisela Savioli);
  • consumir Boldo-do-Chile quando sentir que seu fígado não está funcionando muito bem;
  • aumentar a ingestão de bioflavonóides (veja o post "Flavonóides"- http://dadosencapsulados.blogspot.com/2010/09/flavonoides.html) e antioxidantes;
  • aumentar consumo de alimentos que contêm enxofre, como o alho, que são excelentes destoxificantes.
Melhorando a capacidade do seu corpo de eliminar substâncias nocivas, além de contribuir com a perda de peso, você terá um melhor funcionamento do seu organismo como um todo, potencializando sistema imunológico, regularizando intestinos e melhorando até mesmo seu humor!

26 outubro 2010

Bukowski

"A comida é boa para os nervos e para o espírito. A coragem vem
do estômago - todo o resto é desespero."

Charles Bukowski
(1920-1994)



Minhas saudações a Bukowski, um cara sábio (à sua maneira...), que me fez refletir sobre alguns conceitos ontem, após assistir um documentário sobre sua vida.
Aqui no blog, deixo uma reflexão para você: a cada refeição, pense por um segundo no que você está colocando para dentro... Você está se fortalecendo e cultivando coragem ou, ao contrário, está acumulando desespero?!

Abraços!

21 outubro 2010

Superbactéria



Após quase um mês sem dar uma passadinha pelo blog (aproveito para pedir desculpas aos leitores fiéis – acredito que eu tenha algum “o_O”), volto para esclarecer um assunto importante, que tem tirado o sono de muita gente: a tal da superbactéria. Antes, vamos desvendar a danada.

A superbactéria é a bem conhecida já dos microbiologistas, Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC), uma bactéria gram-negativa na forma de bastonete (figura). O último nome – carbapenemase – significa que ela possui essa enzima, que a torna resistente a muitas drogas, incluindo todas as penicilinas, cefalosporinas, carbapenemas e ao aztreonam. Mas calma, nem tudo está perdido. Existe um antibiótico, conhecido por Tigeciclina que promete tratar a KPC, mas por ser relativamente novo no mercado (apenas 4 anos), ainda não tem comprovação segura de cura, ainda mais se o paciente já apresentar um quadro de pneumonia severa. Esse medicamento não está disponível na rede pública, pelo custo elevado. Ou seja, existe tratamento, não tão seguro (sabe como é medicamento novo no mercado, né?!) para quem já está infectado, mas a prevenção ainda é o melhor remédio.
Sendo assim, como uma boa futura farmacêutica, tenho que mostrar os passos tradicionais de prevenção para não ter a infecção (quem já estiver cansado de ouvir isso, pode pular, eu deixo, só hoje...):

• Lavar as mãos: antes de comer, após usar transportes públicos, antes de levar a mão à boca e/ou aos olhos, etc;
• Não levar a mão à boca e/ou olhos caso esteja em ambiente hospitalar;
• O uso de álcool gel tem se mostrado bastante eficiente;
• Não ingerir alimento de pessoas infectadas;
• Etc.

Para se prevenir, a melhor medida ainda é levantar sua imunidade, não criando dessa forma uma condição favorável para a bactéria se alastrar. Venho novamente falar da importância da alimentação. Mas dessa vez não é só porque esse papo zen me atrai, tenho comprovações científicas! A KPC é uma bactéria que existe no meu e no seu estômago! Surpreendente não?! Pois é, assim ela se torna patogênica através de mutação. Lógico que a antibioticoterapia descontrolada favoreceu essa mutação, porém se o indivíduo tem um estômago fortalecido, a bactéria mutável patogênica não encontra meio para se instalar. Aí você me pergunta: “Mas eu aspirei a bactéria, como meu estômago vai influenciar nisso?!”. A bactéria entrou em você (espero que isso nunca aconteça, mas só exemplificando), ela está no seu pulmão, atinge circulação sanguínea, daí ela pára e pensa “pra onde eu vou agora? Bem, minhas ‘primas’ estão lá no estômago, então lá deve ser um ambiente favorável para mim”. Óbvio que será, pois ela carrega toda a informação genética das primas, apenas teve uma mutação que a deixou mais resistente. Desse modo, a medida preventiva primordial para não contrair a KPC é fortalecer estômago. Aí você me diz novamente, “Tá bom Mariana, agora você ficou louca”! Não gente, isso é Medicina Tradicional Chinesa aplicada à Farmácia (deveria virar uma disciplina isso).

Voltando à questão da imunidade, eu lhe dou uma dica, melhore sua alimentação. Basifique seu estômago, comendo muita verdura orgânica, frutas e tomando ban-chá após as refeições com ameixa umeboshi. Além disso, evite lanches prontos, comida congelada, salgadinhos, açúcar, condimentos como catchup, mostarda etc. pois estes deixam seu organismo muito ácido, o que favorece o hábitat desses microrganismos patogênicos. Além disso, tomando essas medidas você estará “cuidando” das suas bactérias intestinais, que são responsáveis por, entre outras coisas, levantar sua imunidade.

Fica a dica então! Você pode duvidar ou acreditar, pois esses conhecimentos não estão em livros universitários ocidentais, mas posso lhe garantir que seguindo esses passos, pouca ou nenhuma preocupação com doenças você terá em sua vida.

24 setembro 2010

Delícias da vida!



Bom fim-de-semana para vc,
com muitas delícias e tudo o mais que a vida tem de bom para oferecer!