16 julho 2010

Reprimindo suas defesas naturais

Betametasona e dexametasona são substâncias da classe dos corticosteróides, muito conhecidos das mães que têm filhos asmáticos, de pessoas que precisam fazer transplantes e outros. É um medicamento extremamente eficaz, que reduz em grande dimensão as respostas inflamatórias, como dor e inchaço (edema)- queixas mais comuns de quem está com uma inflamação - além de serem imunosupressores e suprimirem também respostas alérgicas. O que poucos sabem é que o uso de corticosteróides tem um efeito gravíssimo que muitos sentirão mais pra frente.
Quando o uso destes começou a ficar indiscriminado, na década de 90, foi feito um estudo para saber quais seriam os efeitos dos corticóides em curto e longo prazo. O que se descobriu foi que esses diminuíam o tamanho do timo de ratos em até metade do tamanho normal em menos de 72 horas. O timo é um órgão diretamente relacionado ao nosso sistema imune, ou seja, pessoas que fazem uso desses medicamentos estão suprimindo a capacidade do corpo de gerar respostas imunológicas quando precisarem.



Efeitos de corticosteróide na glândula do timo de ratos. Um timo normal (à esquerda) comparado com o timo de um rato 48 horas após a injeção de um corticosteróide (5 mg/kg de peso corporal). [De MM Compton e JA Cidlowski, 1992, Trends Endocrinol. Metabol. 3:17]


O timo tem uma involução (de tamanho) natural ao longo da vida, porém o corticosteróide acelera esse processo. Tá certo, esse é o objetivo inicial quando se toma esse medicamento - supressão da resposta imune - porém, esses efeitos podem ser irreversíveis e quando o organismo precisar se defender contra uma bactéria ou vírus ou seja lá o que for, não vai ter sua capacidade normal de resposta. Lógico que quando isso foi descoberto não foi divulgado pois a indústria farmacêutica gera milhões com a venda desses medicamentos todo ano. Ainda assim, esses medicamentos continuam sendo largamente usados em casos de Esclerose Múltipla, para se aliviar os sintomas em uma picada de abelha ou ainda - os casos que mais me angustiam - mães desesperadas que não querem ver o filho se sufocar numa crise de asma e administram beclometasona para a criança para evitar uma possível crise de asma. O problema é que muitas não sabem que estão "bombando" a saúde da criança e acabando com a resposta imune da mesma. É preciso parar para pensar, como no caso da asma: "Quais as possíveis causas dessa asma?". Muitas vezes a asma tem fundo mais emocional do que fisiológico e, nesse caso, o tratamento medicamentoso não é a melhor opção. Em algumas situações é preferível deixar o organismo responder e se defender pois ele sempre sabe o que está fazendo, nós é que não entendemos.
Fora tudo isso, o uso indiscriminado de corticosteróide causa uma síndrome muito séria, chamada "síndrome de Cushing", mas isso vai ser assunto para um próximo post, pois eu já falei mais do que devia neste.

Nenhum comentário: